21 de maio de 2010

Estou muito feliz e empolgada com o meu blog.

2º dia com ele e já recebi um comentário de

alguém que também tem endometriose.

A Meire... Estou entrando em contato com ela pra postar a história dela aqui

para dividir com vocês e a foto do filhinho dela também.

Mas continuando a minha história...

Voltando ao médio, ele me disse que eu não tinha nada, que estava tudo normal comigo e com meu marido também, estava ovulando normal, não tinha problema algum.

Esse médio era o Dr Bazan, morávamos em Málaga, na Espanha.

Lá fiz muitos outros exames, meu marido também, e segundo o médio era só esperar, pois não tinha nada de errado com a gente.

Ficamos lá por 1 ano e nada de descobrirem o que eu tinha...

Voltamos ara o Brasil, nessa época estava com 21 anos.

Fiz um plano de saúde e comecei a passar com outro ginicologista, não me lembro o nome dele agora, mas até prefiro esquecer...

Logo saberão por que.

Expliquei tudo o que já tinha feito para ele, que viu TODOS os meus exames, me pediu outros e dizia a mesma coisa que o Dr Bazan, que não tinha nada de errado nem comigo nem o meu marido.

Seguindo os conselhos da minha amiga Erika, fui a um médico particular que ela passava há anos o Dr Jose Roberto.

Chegando lá ele viu os meus exames, como todos os outros médicos tinham feito e quando viu o resultado da Histerossalpingografia e me disse:

Vamos fazer alguns exames, para descartar a hipótese de uma “endometriose”.

E me explicou o que era a tal endometriose.

Entrei em pânico, por mais que ele tenha me explicado tudo muito bem explicadinho, eu só me lembrava que ele disse que a endometriose poderia levar a infertilidade.

Pesquisei muito, e não contei pra ninguém sobre isso, só essa minha amiga e nossos maridos sabiam do que estava acontecendo.

Foram dias de muito sofrimento até voltar lá com os exames.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.A.T.E.N.Ç.Ã.O.
Por favor, vc que não tem blog, deixe seu email no comentário também.
E seu nome.
Porque eu não consigo vê e responder vcs depois.
Obrigada!
Nina