28 de agosto de 2010

4 anos de Recanto Mineiro

Pra que a inda não conhece o cantinho da minha amiga blogueira Dulcinéia, não pode deixar de ir ao almoço que ela preparou com muito carinho para comemorar seus 4 anos de Recanto Mineiro.

Pra que não tem convite... É só pegar aqui... rsrs

Ou clique aqui http://mineirinhagr.zip.net/

Olhem a lembrancinha do almoço... Ela pensa em tudo.

Aqui fica meu presente pra você querida.

Beijão

24 de agosto de 2010

Oie



Ai que saudade de postar no meu blog.
Gente, pelos memos motivos continuo na correria e sem tempo pra postar no meu blog.
Só passei pra dizer que morro de saudades e agradecer o carinho de todos e as orações pela recuperação do meu tio.

Beijo grande e que Deus abençoe cada um de vcs.

20 de agosto de 2010

Olá!

Amores...
Alguns já sabem outros não.
Mas essa semana estou numa correia danada, meu tio que é pedreiro sofreu um acidente em uma obra.
Ele foi soterrado até o pescoço, ficou lá por 4h, isso na sexta passada.
Quebrou a bacia e a perna direita.

Hj ele vai ser operado e com muita fé e Deus, amanhã terá alta.
Aí fica mais fácil ter concentração pra mexer no blog.

Espero que entendam a minha ausência.

Beijo grande e rezem por ele quem puder.
Ivanir é o nome dele.

Fiquem com Deus.

12 de agosto de 2010

MIOMA ULTERINO

O que são os miomas:

Os miomas são, sem sombra de dúvida, os tumores uterinos benignos mais freqüentes, acometendo 20% das mulheres no período reprodutivo, podendo aumentar para 50%, dependendo do grupo de mulheres estudadas. Predomina em mulheres afro-americanas se comparadas às mulheres brancas.
De acordo com o ginecologista, Dr. Adalberto de Carvalho Valle Netto, os miomas podem ter diversas localizações no útero, quais sejam: subserosos, submucosos ou intramurais, além de poderem também estar localizados no colo uterino ou no ligamento largo (estrutura de sustentação do útero no interior da cavidade), por exemplo.
Os miomas subserosos, informa o ginecologista, crescem para fora do útero e normalmente não irão causar alterações menstruais, porém podem levar a dor por comprimir outras estruturas próximas, bem como, a sensação de peso na barriga quando são miomas muito grandes. Eles podem estar localizados ainda no ligamento largo - um local de difícil resolução cirúrgica, caso seja necessário a sua retirada.
Os miomas intramurais se encontram na intimidade da parede do útero, ou seja, na espessura da parede, podendo causar alterações menstruais e aumento do volume uterino. Já os miomas submucosos se localizam no interior da cavidade uterina alterando as menstruações, e levando a um aumento. Isto acontece, muitas vezes de forma acentuada na quantidade de menstruação durante este período, podendo também levar às irregularidades menstruais.
“Hoje em dia, a grande maioria de casos de miomas subserosos podem ser resolvidos por uma técnica cirúrgica, onde não há necessidade de cortes na barriga, denominada histeroscopia”. A histeroscopia, explica o médico, serve tanto para cirurgia quanto para exame quando não temos certeza do diagnóstico.
Dr. Adalberto acrescenta ainda que, quando se fala em localização, podemos ter a associação, ou seja, miomas submucosos e intramurais e miomas subserosos e intramurais. Os subserosos que forem pediculados jamais terão a parte intramural, o que os torna mais fáceis para serem operados em caso de necessidade. Além disso, os miomas podem ser únicos ou mais freqüentemente, múltiplos.

Sintomas

Os miomas podem causar diversos sintomas dependendo da sua localização e seu tamanho como: dor no período menstrual – chamado de dismenorréia – um sangramento uterino anormal, dor pélvica crônica, dor durante as relações sexuais chamada de dispareunia, sensação de peso na barriga, urinar com mais freqüência, obstrução da uretra, saída do mioma submucoso pelo colo uterino. Porém, estima-se que na grande maioria das vezes não causam sintomas, sendo diagnosticados por acaso em um exame de rotina.
De acordo com o médico, esse momento é muito importante pois as pacientes ficam muito ansiosas em saber que possuem um tumor e, “nós médicos temos que ser bastante hábeis e éticos quanto à indicação cirúrgica, que, jamais, em tempo algum, poderá ser ditada apenas pela ansiedade da paciente e sim baseada em critérios clínicos rigorosos”, destaca.
Ele lembra ainda que mesmo quando não provocam sintomas, deveremos estar sempre atentos, acompanhando estas pacientes, realizando ultra-sonografias nas consultas de rotina ou quando, por ventura, apresentarem algum sintoma.
Sua causa é desconhecida, mas vários estudos sugerem sua origem na célula do músculo da própria parede do útero, chamada de miométrio. Já a sua dependência pelos hormônios femininos foi demonstrada em muitos estudos.

Devido à sua dependência pelo hormônio, a sua capacidade de crescimento é grande no período da gestação e durante a fase reprodutiva da vida da mulher. Ou seja, antes da menopausa, fato que tende a diminuir na menopausa, pois nesse período a quantidade de hormônios no organismo da mulher estará muito diminuído.
O médico alerta as mulheres com relação aos cuidados durante o período da menopausa, pois para as que possuem mioma e estão fazendo uso de hormônios, esse tipo de medicamento pode também provocar aumento desses miomas.
No entanto, “não é sempre aconselhável a retirada do mioma para a mulher poder fazer uso do hormônio. É preferível o acompanhamento criterioso destas pacientes”, frisa.

Alterações

Os miomas podem apresentar algumas alterações. Entre elas podemos destacar, as degenerações: hialina, cística, mucóide, vermelha, gordurosa, calcificação e a degeneração sarcomatosa que é a degeneração maligna dos miomas.
A degeneração vermelha, também conhecida como degeneração carnosa é mais comum no período da gravidez e ocorre com mais freqüência nos miomas intramurais. É uma degeneração que pode levar à ruptura com sangramento e choque, constituindo um quadro bastante dramático.
A calcificação ocorre após necrose do mioma, degeneração gordurosa e nas pacientes na menopausa. Eles podem ser vistos no ultra-som e no RX, sendo um motivo de grande angústia para as pacientes que muitas vezes julgam tratar de malignização, porém esta é uma degeneração benigna dos miomas, não devendo ser motivo de preocupação, lembra.
A degeneração sarcomatosa é a degeneração malígna do mioma, no entanto, sua ocorrência é bastante baixa, ficando, segundo alguns autores, na ordem de 0,5%. Devido a isso, o médico explica que é consenso entre os ginecologistas que, esta possibilidade de malignização, isoladamente não é motivo para se indicar a cirurgia dos miomas.
O diagnóstico do mioma é feito através da anamnese, exame físico detalhado e exames complementares. A paciente poderá vir à consulta devido aos sinais e sintomas causados pelos miomas, ou como na maioria das vezes em uma consulta de rotina. Neste momento poderemos fazer um diagnóstico de mioma.
Na anamnese, portanto deveremos perguntar sobre alterações da fertilidade, alterações urinárias e intestinais, dor, etc. Neste caso, é feita a opção de exames como a ultra-sonografia, RX, histeroscopia, laparoscopia, curetagem, toque sob anestesia, como exames complementares.
Dr. Adalberto esclarece ainda que se deve fazer o diagnóstico diferencial do mioma com diversas doenças como os pólipos de endométrio (tecido que reveste o útero internamente), cistos ovarianos diversos, adenomiose, abscessos tubários, assim como, nos casos de afecções extragenitais como rim pélvico, linfomas, aderências, entre outras.
Nestas situações poderá ser indicado o tratamento cirúrgico dos miomas apenas quando são sintomáticos, o que ocorre aproximadamente em 50% dos casos ou em pacientes jovens assintomáticas e que apresentam crescimento rápido dos miomas, frisa. As maiores causas de indicação de remoção cirúrgica são o sangramento uterino anormal, infertilidade e dor pélvica.

Finalizando o especialista acrescenta que o mioma uterino é uma doença bastante comum e que deve ser tratada de maneira consciente, evitando com isso a realização de cirurgias desnecessárias.

Nossa 5ª história


Desde os 18 anos eu tentava engravidar e nada, eu ñ evitava pois sempre quiz ter uns 3 filhos, com 20 anos fiquei grávida, eu nem acreditava,mas eu estava gravida sim, meu filho nasceu no dia 21 de fevereiro de 1992, que menino lindo era o meu Thomaz,mesmo com ele ainda bb eu ñ evitava e ñ ficava grávida, o tempo passou e nada de uma nova gravidez, e eu ñ sabia o q tava acontecendo, o tinha de errado? Fazia exames e + exames e nada, tive uma gravidez psicologica em 2001, levei essa ilusão ate o sexto mes, na minha cabeça eu tava grávida, sentia tudo q uma gravida sente, minha medica tentava me fazer ver a realidade (apesar da barriga de 6 meses, eu ñ tava gravida), dai em 2003 ela me encaminhou p um especialista em infertilidade, meu anjo, pois é assim q o chamo,Dr Joselio, fiz todos os exames, hormonio, histerosalpingofrafia, tudo, acho q é um dos tratamentos + dolorido q tem, ai veio a palavra q eu ñ qria ouvir, meu medico disse acho q ouve algum erro no parto pois tudo indica q vc tem laquiadura, fui no outro mundo e voltei, ai partimos p fazer a VIDEOLAPAROSCOPIA p ter certeza,senti mto medo, fiz a video meu medico assim q acordei ele veio ate mim e disse, Alessandra vc tem endometriose de 4° grau, sua trompa esquerda esta perdida,desobstrui a direita mas as chances de uma nova gravidez e minima, pois tinha mta aderencia, no útero trompas ovarios e parte do intestino, ai veio a depresão, tirava forças no meu filho p continuar viva, meu casamento acabou, me separei, culpava deus a todo tempo e perguntava pq isso comigo, agora em 2009 chamei meu medico e disse , Dr Joselio nada de ficar gravida, ai ele pediu todos os exames novamente, minha irmã trabalha na maternidade onde ele atende, primeiro exame ultrassom trans vaginal, apareceu um mioma de 4 cm por 2 de diametro, mas meu utero tava aumentado e deformado, (e eu tinha mtas dores menstruação inrregular, colicas fortes) Dr Humberto resolveu passar a laminna na barriga, o susto era um mioma enorme de 11 cm por 9 de diametro,e outro do lado de fora do útero de 8 cm por 6 de diametro, o sonho acabou ali, ñ tinha como tirar so os miomas sem tirar o útero, conversei com meu medico e ele me explicou como seria pois ate então eu ñ qria tirar meu útero, ñ teve jeito no dia 11 de maio de 2010 internei p fazer uma cesaria q seria a ultima da minha vida, isso ñ faz mto tempo né? Ainda sinto essa agresão, tudo pq eu nem sabia o q era endomedriose, ela foi a causa de tudo, e Essa é a verdade , há até mesmo no meio médico pouco treinamento para ser realizado diagnóstico precoce. Muitas pacientes já fazem diagnóstico tardiamente , até mesmo por haver uma cultura errada que sentir cólica é natural . Não podemos também deixar de pensar que o comportamento agressivo é encontrado em muitos casos , e a doença infiltra beixiga , intestino e como em meu caso, eu tive que retirar útero, trompas, e fora o emocional mto abalado ! eu ainda vou adotar outro filhos q vou amar como se fossem meus....
Bjos amiga...


Alessandra, que difícil tudo isso que você está passando.
Mas tenta não ficar triste, pensa sempre no lado bom das coisas.
Você diferente de mim, e de todas as outras q mandou sua história, tirando Meire que adotou o Matheus que é a cara dela, você teve seu filho.
Sei que você queria ter mais e ainda pode.
Tem tantas crianças precisando de um lar, de uma família, de amor... Tudo o que você tem de sobra pra dar.
E como você já me disse que quer adotar, é a melhor coisa que você faz.
Deus vai por uma criança linda no seu caminho que vai mudar sua vida, você vai ver.
Estamos aqui para o que precisar, torcendo por você.

Obrigada por dividir sua história com a gente.
Beijo grande e tenta ficar bem tá?
Se cuida e que Deus te bençoe.






9 de agosto de 2010

Uma abençoada semana pra todos.


Hoje tenho uma novidade pra postar pra vocês.
Pela 1º vez um homem resolveu nos contar como ele se sente estando casado com uma mulher que tem endometriose e que também sonham com um filho.

Ele é o Matheus, marido da Sheila... Essa que postei a história dela a poucos dias.
Vamos ver o que ele diz de tudo isso?

Olá! Me chamo Mateus tenho 29 anos e convivo com uma pessoa que tem endo a dois anos, a Sheila minha esposa.
No começo eu e minha esposa não sabíamos o que era direito
Sempre via minha esposa reclamar de muitas cólicas, atraso de regra dentre outras coisas.
Meu sonho é ser pai e a cada atraso uma esperança e uma tristeza a cada teste com resultado negativo.
Certo dia em um almoço na casa de minha mãe ela passou mal e tivemos que ir as pressas para o hospital.
12 Horas depois estávamos saindo do hospital apenas com um pequeno alivio na dor
Ela teve que ir para Mato grosso do sul para descobrir que tinha SOP (Sindrome do ovário policistico)
A partir desse dia nossas vidas mudaram, pois quero ajuda-la mais não tem como.
À unica solução é sofrer em vê-lá sofrendo com a qual a cada dia me revolto mais.
Quero ela livre dessa dor, esse é meu maior desejo, Se Deus não nos ajudar ninguém mais pode e eu sei que Ele vai pois Ele nunca dá a dificuldade maior do que nossas forças.

Obrigado pelo espaço fique com Deus...
Mateus!

Obrigada Matheus...
Tomara que depois do seu depoimento, outros homens tambem se manifestem.
E que Deus nos ajude a nos livrar dessa doença e que nosso filho venha logo.
Beijos e que Deus nos abençoe.

4 de agosto de 2010

Dia dos pais.

Ao meu pai Zézinho...
Ao meu Marido Gilnei...
Ao meu avô Duda...
Ao meu sogro Alécio...
Ao meu tio Ségrio que é um pai pra mim...
Ao meu padrinho João...
E a TODOS os papais do mundo!

Ah!... Não esqueci o selinho desse dia não.
O que vocês acharam?
Usei uma foto do meu marido com meu enteado.
Não esqueça d elevar com vocês.

Beijos grande.

Fiquem todos com Deus.

Nosso Pai maior.

2 de agosto de 2010

QUERIDA DUCINÉIA


Hoje é dia de festa no Recando Mireiro.


Olhem como ela caprichou no convite.


Parabéns minha mais nova amiga.
Que Deus te proporcione muitos anos de vida,
cheio de alegrias e realizações.
Tudo de bom pra você.

Beijão

Aqui está o seu presente!


E olhem que charme a lembrancinha da festa.



Querem conferir que a festa está linda?
É só clicar na lembrancinha e quando chegar lá
fala que a Nina te convidou... kkkk




OBS: Para deixar um comentário clica no anjinho lá em cima o lado do titulo do poste.